Anuncio

Colapsar
1 de 2 < >

Argentinaxp.com

Escorts
2 de 2 < >

Club de Caballeros Argentina

Obtené acceso a la mejor información de Argentina y el Mundo. Asociate hoy y comenzá a disfrutar!
Ver más
Ver menos

homicidio de brasilera y suicidio del novio argentino

Colapsar
X
  • Filtrar
  • Tiempo
  • Mostrar
Limpiar Todo
nuevos mensajes

  • homicidio de brasilera y suicidio del novio argentino

    Fiamma escort vip Centro

    Escort en Tribunales

    Escort en Tribunales

    Namorado mata jovem brasileira na Argentina

    Página de recado de irmão da vítima tem recado de amigo com telefone


    Amigos da Argentina tentaram avisar à família de Fernanda Correia Soares, por recados na sua página pessoal no Orkut, que algo de errado havia acontecido com ela. De acordo com o seu pai, o pedreiro Paulo Soares Correia, a jovem foi morta pelo namorado em abril em Buenos Aires, que depois teria se matado, também com um tiro. O crime teria sido passional, diz o pai.
    Fernanda morreu no dia 11 de abril, mas no dia 12, como a família ainda não havia recebido notícias da morte de Fernanda, uma mensagem de seu irmão, Adriano, desejava boa Páscoa à irmã. No dia seguinte, uma outra mensagem do irmão pedia notícias à jovem: “liga urgente.” A família já sabia que algo de ruim tinha acontecido. No dia seguinte, vários amigos pediam notícias à Fernanda.
    Também no dia 12 de abril, um homem que se identifica como Felipe e se dizia amigo de Fernanda dizia que precisava entrar em contato com a família da jovem:
    “Eu sou um amigo de Fernanda Soares ... uma coisa muito má (aconteceu) com ela ... e não sabe (sei) como localizar a família ... Pergunto se você puder, por favor informe a família para (ir) lá é muito urgente”
    Em seguida, um outro amigo mandou a seguinte mensagem: “Hola. tudo bem? Você não me conhece, mas eu sou um amigo da Fernanda. Não moro mais em Buenos Aires, mas morei lá por um ano e meio. Estou procurando os familiares dela pq preciso falar com vcs (vocês). Realmente é muito sério, então se puder entrar em contato comigo, por favor, entre... vou te passar meu telefone. (...) mas se puder ligar o quanto antes, seria melhor. Obrigado!”

    Há dois anos na Argentina
    A troca de mensagens pela internet era muito usada pela jovem e pelo irmão. Em uma das mensagens enviadas por Fernanda para Adriano, a jovem escreveu que tinha um novo número de contato. Ela informou ainda que estava morando em um apartamento que considerava muito bom e que “tem tudo o que imagina”. A mensagem foi enviada no dia 5 de agosto do ano passado. Segundo o advogado Carlos Jorge, foi nesse período que Fernanda foi morar com o namorado argentino.
    O pai contou que a filha foi morar fora há dois anos. Primeiro, ela teria alugado um apartamento com três amigos. Depois, teria conhecido o namorado e foi morar com ele. O advogado da família afirmou que os dois se conheceram pela internet.
    A última mensagem enviada por Fernanda para o irmão foi no dia 24 de fevereiro.
    Planos
    A jovem contou ao irmão em julho que estava trabalhando no Café Havana naquele mês, mas que tinha outro emprego em vista e que o trabalho estava “muito puxado”, tendo que trabalhar de segunda a sábado. Ela tinha planos de fazer uma entrevista para trabalhar na companhia aérea Lan Chile.
    Fernanda também planejava comprar uma moto. Em outubro chegou a conversar com o irmão sobre a possibilidade. “Creio que vou comprar uma moto, mas não fala nada pro meu pai não, não tenho muita certeza. aki (Aqui) é dificil conduzir, estou vendo ainda...”
    Advogado argentino ajuda a família
    No dia 13 de abril, Felipe mandou uma outra mensagem para o irmão de Fernanda, dizendo conhecer um advogado que tinha oferecido ajuda à família. O advogado era Carlos Jorge, que está cuidando do caso em Buenos Aires.
    Segundo Jorge, ela foi morta pelo namorado com um tiro no lado direito da cabeça. O namorado teria histórico de depressão, acrescenta.
    Ainda de acordo com o advogado, o namorado de Fernanda era funcionário administrativo da Mercedes Benz e já tentara o suicídio duas outras vezes. Carlos Jorge informa ainda que a polícia encontrou uma carta na qual o jovem dizia que a vida dele não era boa.
    Falta de assistência do consulado
    Tanto o advogado Jorge quanto o pai de Fernanda reclamam da falta de assistência do consulado brasileiro em Buenos Aires. “Não sei o que aconteceu, a gente chega lá e não consegue conversar com ninguém, porque eu não sei falar espanhol. O consulado não quis ajudar em nada. Ficamos perdidos nisso”, disse o pai.
    Por ter se tornado amigo de Fernanda, o advogado Carlos Jorge ajuda a família sem cobrar honorários.
    Itamaraty nega
    O Itamaraty informou que o consulado foi notificado da morte da jovem, entrou em contato com o pai e fez o que pôde fazer: providenciou os documentos necessários para a liberação do corpo, e ajudou na logística para o traslado do corpo. Mas não dispõe de verba para pagar o serviço.
    O Itamaraty informou ainda que manterá contato com a família até que a situação seja resolvida.
    A mãe de Fernanda está sedada, segundo Paulo. A filha, que veio ao Brasil pela última vez na passagem de ano, só fazia elogios ao namorado para o pai.
    “A Fernanda estava pensando em se casar com ele para poder ficar no país legalmente. E ele sabia disso. O que passaram pra mim é que o namorado não aceitava que a Fernanda o largasse”, contou.
    “Ela morava com o namorado num apartamento dele ou da família dele. Eu o conheci apenas por foto. Ele queria vir [ao Brasil], mas não deu tempo. Ela elogiava muito ele, dizia que era uma pessoa muito boa, era segura com ele. Mas ele era muito ciumento, não largava do pé dela. Quando ela veio ao Brasil, ele ligou quatro ou cinco vezes em poucas horas”, completou o pedreiro Paulo.
    “Na última vez, ela ligou dizendo que tinha passado o fim de semana na praia com ele. Disse que estava muito bem, e que naquela hora ele tinha saído pra comprar remédio. Deve ter acontecido alguma coisa no dia seguinte, e ela resolveu juntar as coisas e vir embora”, indaga Paulo.
    Corpo será cremado
    A família decidiu cremar o corpo da vítima em Buenos Aires e trazer as cinzas para o Brasil. Para isso, vai gastar cerca de 300 dólares. Segundo o advogado, o traslado do corpo para o Brasil custaria cerca de 8 mil dólares.
    O pai também quer trazer os pertences da filha, mas, segundo ele, o computador da jovem teria sumido, e coisas como câmera digital, dinheiro e algumas roupas estariam na casa do irmão do namorado. v

  • #2
    Respuesta: homicidio de brasilera y suicidio del novio argentino

    Primero no entiendo un soto!!!
    Segundo: Si la mato el muchacho por algo habra sido!!!
    Tercero: Acaso las mujeres tienen derechos???

    Comentario

    Trabajando...
    X